15 de out de 2012

Glare vol. 10 SUG x SCREW



     Opiniões e sentimentos das experiências e o que ambos pensam a respeito, um dos outros, sobre o som produzido. 

• Primeiro de tudo, opiniões. Que tipo de guitarrista um pensa que o outro é? 

yuji: Kazuki-kun é alguém realmente impressionante. (risos) Eu diria que... É como se o seu DNA mudasse quando ele toca a guitarra.

masato: Você se deixa ir e transmite o nível de mudanças. (risos) É impressionante e algo muito hábil.

yuji: É. Começando com sua postura em cena, acredito, pelo o que eu sou capaz de ver, que é exatamente igual quando eu e você tocamos.

masato: Manabu-kun com Kazuki-kun tocando a parte principal, ele, faz a parte do respaldo muito bem. Geralmente, começa com iniciativa e empenho, e isto soa muito agradável aos ouvidos, o apoio (parte de sons) está muito bom, e pode se apreciar quando se a ouve. A verdade, é que é um pouco difícil de copiar. (risos)

Manabu: Eu sei. (risos) Masato-kun tem um talento para guitarra, é muito qualificado. Sabendo além disso que se encaixa muito bem com os demais, nesse mesmo instante, nos ensinava a usar o cabo (ensinando a outra parte para yuji) . Uma pessoa se torna pré-legal pela primeira vez quando eles dão essa impressão. (risos)

Kazuki: Masato-kun é hábil com a guitarra, é como um ideal, e mesmo que eu compare (minha guitarra com a dele), me nego a mostrar que estou cedendo. Não se emociona, é só pela reação global, que trás uma boa sensação. E como um guitarrista toca com sete cordas, isto é realmente assombroso. Às vezes não se fala as coisas se que pensa. (risos) Acredito que Yuji-kun joga com o contraste de seu personagem no cenário.

yuji: "Quando ele toca não é muito emocionante" – O que você quis dizer com isto? (risos)

Kazuki: Não! Estou tratando de dizer que é melhor que nossas opiniões sejam ditas aqui, entre nós quatro. Seus lives são incrivelmente divertidos quando você vai neles. Isto é, que o som das guitarras é incrivelmente bom. O som de Yuji-kun faz com que seja profissional. Eu faço o meu melhor, me esforço para levar ao fim os sons simplesmente por levar-los.

Manabu: "Levar um pequeno som", é o que eu penso quando o transmito. No momento, parece que estamos roubando o som. (risos) Quero usar a guitarra dessa maneira. (risos) É realmente maléfico que exista. É como estar provando estilos que você quer.

Todos: Hahahahaha, mas o que é isto? (risos)


• Há muita energia aqui. (risos) SCREW e SuG tem pontos, sobre guitarras, em comum. Em comparação das guitarras, o que faz serem tão boas? (Observação: Quero direcionar isto para os guitarristas de ambas as bandas, e como eles se dão bem juntos). 

yuji: masato é um guitarrista que tem um caráter muito diferente. Eu toco seis cordas numa guitarra normal, mas Masato toca sete cordas em uma "Drop A". Quando a hora começa, a divisão se faz muito natural, já que não é tão diferente. (Yuji tem sua guitarra em C "Do maior", e essa é a norma para música. Masato, ao contrário, tem em "A", e ele se adapta muito bem a ela. Assim mesmo, o principal é a questão dos acordes. Portanto, uma guitarra de sete cordas, não precisa necessariamente ser afiada de forma diferente... Mas eles, usualmente, para cobrir tanto o acorde D e o nível de sintonia, mas... Yuji pensa que é melhor acorde C, já o Masato, opina o contrário. Ele quer dizer que apesar de suas guitarras estarem em maior/menor em relação ao ajuste, as canções possuem um som adequado )

masato: Quero aproveitar a melodia com o tempo que marcamos em cada zona de som de forma diferente. Toco uma guitarra de sete cordas para fazer muitos "Riffs" pesados para ir acordes (com o ritmo), e yuji está dentro do limite de sons altos, e está livremente tocando o sentimento (som), assim que quando ele as combinam bem. (Desde que Yuji está com um acorde C, ele não pode tocar notas altas como Masato. Bem, se você está pensando: "WTF?", deve pensar nas canções que Masato compôs.)

Kazuki: Desde Manabu e nossos acordes, a primeira vez foi bastante séria. A experiência pode diferir ao produto por o que o guitarrista toca, pois é o mesmo que o outro toca também; mas a habilidade não mostra muito. Agora essa vantagem não pode ser ajudada. Não é diferente como quando tocamos e nos apresentamos. Porque é algo diferente que temos, e digo, é diferente quando tocamos juntos.

Manabu: Isto é certo. Kazuki e eu começamos a tocar no momento, mas a características é o sentimento com o correto contraste. És hábil usando-o. Estou certo de que nessa melodia, se sinta corretamente o contraste, e Kazuki aqui se encarrega da outra (a outra parte). Isto é parte de nossa natureza, e podemos ser abertos (começar a escutar).

Kazuki: Quando transmitimos os sons, provamos que os sons podem se misturar. O original é para duas pessoas, e se supõe que é difícil tocar quando se é quitado o som que você gosta. A gravação não é um problema, mas quando é um live, a coisa se torna bastante desordenada. É como quando entramos no estúdio, mas recentemente nós gostamos do som mais ou menos antes de mudá-lo. É porque sempre sacava que o som me agradava um pouco, eu gostava de forma média. Mas agora que somos guitarristas, tratamos de fazer os sons que nós gostamos juntos.

masato: As características são diferentes e também é a primeira vez, é sempre desordenada. (risos)

yuji: Mas, a maneira com que a guitarra soa, às vezes é descarada. Porque pode ser que, aproximadamente, daqui um ano, vamos provar como somos juntos; você, todavia, tem que notar como nos ajustamos em alguns lugares. A habilidade muda, mesmo que em algumas partes da guitarra você pode ver o que ocorre. Isto é, o amplificador realmente não necessita ser controlado. (O que ele quer dizer é que, quando tocam tons altos e baixos, suas habilidades e estrofes não se limitam só em uma parte. O tom dos amplificadores não precisa ser mudado).

Kazuki: Não precisam ser controlados? Bom, não és um maníaco. (risos)

yuji: Eu sei que soa horrível dessa maneira, mas você pode ter o controle dos acordes e obter todos os tipos de sons misturados. Agora, se leva cabo aos sons, isto está controlado por esse acorde (Jack* - O centro controla a forma do som. Para os guitarristas, tentar converter agudos e graves para a confiração 3 ou 4 e girar na média de 6 e 7. Graças a isto, pode escutar um agradável som com sua usual distorção).

Manabu: Isto é uma coisa boa para se escutar. Isto também é roubo. (risos)

Todos: Hahahahahaha!! (risos)

masato: É uma grande coisa quando o amplificador não necessita ser ajustado. Meu amplificador não é muito bom quando ele volta para a configuração normal, não se obtêm o um bom som.


Uma sensação de liberdade que se dá nos lives com coisas que se acumulam cuidadosamente. 

• Há alguma coisa que fascina a todos vocês que poderia nos relatar?

Manabu: Os lives do SCREW são, provavelmente, violentos em algumas partes. Quando todos estamos escutando, os membros e os fãs, eles sacodem suas cabeças. Assim que há uma grande quantidade de energia quando tocamos. (risos) Mas quando estamos nos apresentando, é muito energético, porque os lives são potentes e pesados, não apenas quando estamos vendo. Por contrário, quando escutamos em um lugar canções suaves, todos estão um pouco em momento, concentrados no que estamos tocando. É uma variedade que tem a banda e colocar essa energia e saber usá-la. Individualmente, é algo natural que faz com que seguimos uma direção. Acredito que é algo estranho se você pensa, porque tratamos de fazer bem o que fazemos. Recentemente, um sentimento de liberdade nos lives é quando essas coisas se empilham sobre a outra cuidadosamente.

Kazuki: Sou habilidoso com a guitarra, e acredito que minha parte vem antes de mudar [?] . Mas antes, eu estava fascinado pela habilidade de chegar até a oitava parte. Mas agora são 5:5 porque antes estava fascinado com uma só parte; acredito que minha atenção ia ao particípio da guitarra e em coisas sobre isto. Tendo 80% de força, levo a que pudesse unir as composições. Acredito que agora tenho 100% para uni-las, isto também para tocar em um bom caminho de movimento.

yuji: Como eu já havia pensado, Kazuki-kun é impressionante. As vezes toco e chego a estar fascinado pelas diferentes partes. (risos) De todos os modos, os lives que o SuG produz tem como "uma poderosa influência" e pode ver desde um lugar ao alto. As cabeças se agitam ao ritmo da melodia. (risos)

masato: É assim. Porque se sente como o track list, se emociona junto as canções dentro da sua mente. (risos)

Kazuki: Mas os lives do SuG são bem preparados. Várias funções são divididas para cada um e com certas, as partes são fascinantes, mas o lugar está como forma de castigo ao se organizarem dessa maneira.

masato: Mas acredito que é muito estranho nos nossos vídeos dos lives mostrar como todos estão alterados. Não decidimos andar pela área, lemos que a localização do lugar tem bom ar (Um bom lugar para lives onde ninguém se sufocará na multidão). Cada pessoa está como na forca. Ali, seu coração se volta ao natural, já que apenas nos lives estão a sós e podem ver. Estando no cenário diretamente em frente de milhões de caras, se volta um desconhecido quando estamos em silêncio, mesmo quando o live começa e a atmosfera está carregada de emergia por parte de todos os fãs, por seus sorrisos e suas vozes que nos fazem felizes que as escutamos, e quando estão sorrindo tão naturalmente que chega a se converter em um bom sentimento. O que se coloca em evidência a obediência. Acredito que isto é a opinião do mundo que eles se divirtam. Ali é rápido, desde que se pressiona o botão e a medida que isto se converte em uma boa sensação.


O Budokan é assustador, mas sabemos que terão muita diversão.

• Os quatro tocarão em Budokan em três de janeiro para o "Peace & Smile Carnival", isto será genial.

yuji: Posso dizer que estar em Budokan será para o SuG um começo, para se socializar com todos.

Todos: Socializar. (risos)

yuji: Se socializar em Budokan nos trará novos pensamentos. (risos) O pensamento de ser pressionado também é bastante ridículo. (risos) Penso que em Budokan teremos uma diversão genuína.

masato: Nossos antigos companheiros de cena nos dão valor, e penso que o fazem com todo seu coração. Como todo seu coração, olharemos cuidadosamente a cada uma das pessoas que apontam os focos com a intenção de dar a impressão de confronto. Porque somos indies. Os indies são essa classe de tipos zo[1]” e você pode ver isto claramente. Também, vamos encher uma outra xícara de sake[2]. (risos)

Manabu: Acredito que como você pode ver, o “Peace & Smile Carnival” é a primeira vez para SCREW também. Cada um de nós temos algo que não sabemos como, mas que é impossível para não ampliá-lo, e acredito que o SCREW trará algo bom sobre isto. Mesmo que os pensamentos não sejam amargos, acredito que há alguns sentimentos assim.

Kazuki: O princípio é sempre difícil... É porque socializamos. (risos) É isto que significa passar por um obstáculo e para depois dizer: “Acredito que se fazia assim?” Os pensamentos surgem assim. Este é o porque dos pensamentos se parecerem muito aos pensamentos de não saber absolutamente nada. (risos) Mas, recentemente, (será porque) o 3 de janeiro venho tão pronto, que aqueles pensamentos estão tomando uma boa direção. Mas é óbvio que quando o tempo passa, essas coisas permaneceram bem no cenário. Sonhando dentro desse êxtase, não penso que seja apenas algo próximo à música, mas a etapa de tocar no cenário de Budokan... Quero desfrutar.


Guitarras trocadas

Opiniões dos guitarristas enquanto vão mudando os seus instrumentos.

Duas bandas nas quais cada uma possuem pessoas habilidosas e suas opiniões pelas mudanças de guitarra com outro membro. A mudança se fez entre eles, para trocar e provar o som, para ver como eles se escutam e como se acostumam com isso, que é na realidade, como tocam.

Vamos ver, que tal...

Masato toca a guitarra da Kazuki 



Greco GZ-2600/HEART A, principal de Kazuki é branca, e travessa e mostra uns pontos fortes da GZ. O corpo é de acaju. O efeito de PU é DP103 de 2 sobre a base na qual se toca. Está surpreendentemente em um nível muito alto.

masato: A GZ tem a energia na guitarra, mas quando tem a oportunidade de tocá-la é distinta. Tem que ter um grande cuidado com os efeitos, porque se acumulam facilmente. Quando a toco, não é muito diferente. Tocando em conjunto, o som também é bom. Trás “GIRA[3]”, mas isto ocorre apenas quando escuta o som logo com um ruído [4], a impressão do som para uma pessoa é incrivelmente boa. O som é também elegante e em um nível alto, quando toca com todo seu coração. De qualquer maneira, é bom experimentar com cuidado, com outras partes distintas que também são boas. (risos)


Kazuki toca a guitarra do Masato 



B.C Rich Mockingbird; modelo com sete cordas. A principal de Masato.O corpo é a única copia genuína do céu. O efeito da PU é ardente. Tem sete cordas com um tom mais baixo que a Drop A.

É a primeira vez que toca uma de sete cordas.

Kazuki: Para falar a verdade, está é a primeira vez que toco uma guitarra de sete cordas. Como eu esperava, o pescoço é bastante amplo, mas quando a toca, é bastante excessivo. É leviana, só com um olhar pode ver. O som é alto desde a cavilha de cordas que trazem, permanecem bem. [5] “ROW A” dá um curto som [6] mesmo que está perfeitamente misturado tal como está. É completamente incrível, mesmo que não seja muito alta. [7] É a primeira vez que toco numa guitarra de sete cordas, então meu espírito se mantêm muito alto, como agora.


Yuji toca a guitarra de Manabu.



ESP POT BELLO – A principal de Manabu tem a borda de madeira , onde se usa a Potbelly. O efeito PU desse modelo é DUNCAN SAYS LOVER & JB 

O som é mais forte, e o meu é se basear no som. 

yuji: Geralmente, me sobre-passo quando falo disto. (risos) O sentimento que é transmitido não é muito bom, antes de escutar SCREW, mas antes o pescoço é realmente extremo e o corpo é também incrível. Quando toco, sigo pensando que a guitarra tem um grande som. (risos) Tocando isto, me dá uma boa sensação, é como estar próximo de uma Les Paul. Magicamente pesado, o som. Agora, no momento que usá-la em um evento, Manabu-kun e sua guitarra se misturam como um só quando tocam. (risos)


Manabu toca a guitarra de yuji 



PRS CUSTOM 24 do 20° aniversário. A principal de Yuji tem lindos desenhos pelo modelo ser do 20° aniversário por Paul Reed Smith. La PU é HFS do PRS e com efeitos de baixo.

Como eu esperava, o som de PRS é bom. Honestamente, essa guitarra é uma das tantas que ele queria.

Manabu: A forma da minha guitarra é parecida com a de yuji. Acredito que isto dá uma sensação que tudo é certamente distinto. Primeiro, isto é surpreendente. Sabia que isto podia trazer bons sons. (risos) Há várias coisas que uma pessoa pode fazer, desde falar até escutar este som, e a PRS chega a ser nossa favorita para a música e a melhor parte, junto com outros estilos. E acredito que esta guitarra mais os toques, produzirá mais sons encantadores. Honestamente, essa guitarra é uma da que todos queríamos. (risos)


glossário

Obs:

[1] É uma terminação de frase como “ne, na, ze, zo”.

[2] A tradutora não sabia exatamente o que queria dizer com isto.

[3] Não tenho idéia do que eu queria dizer com isto.

[4] O áudio fone que conecta Kazuki com a guitarra para escutar o som logo.

[5] Se refere a sensação que deixam as cordas ao toucá-las.

[6] O timbre que deixa a corda não é de longa duração.

[7] É o tom que adquirem as guitarras


Fonte: SuG HoliC

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário